Notícias em Destaque

Treinamento para o Xadrez Feminino

20/06/2019 - 18:01

A Confederação Brasileira de Xadrez seguindo uma política de incentivo ao Xadrez Feminino iniciada em 2013 (pode ser observado abaixo um resumo já apresentado em outra ocasião) preparou um treinamento mensal para as 5 melhores colocadas no ranking (usado a lista de rating de junho) e também para jovens e talentosas jogadoras.

O Treinamento pago pela CBX para as 5 melhores jogadoras será mensal e online com uma aula semanal com um Grande Mestre. O Grande Mestre escolhido foi o GM André Diamant que tem feito um excelente trabalho de treinamento com vários jogadores de categorias coroando vários campeões brasileiros e também jogadoras de alto rendimento. Em breve será enviada as jogadoras selecionadas pelo ranking o termo de aceite. O Treinamento começará em julho.

Em paralelo estamos detectando talentos jovens feminino e fornecendo aula também com variados professores. Este treinamento já começou agora em junho com aulas onlines também.

Abaixo mais sobre a evolução das condições do Xadrez Feminino no Brasil

O Xadrez feminino no Brasil desde 2013 vem observando uma melhora acentuada de suas condições. Um sistema justo de qualificação para a Olimpíada, no qual dá oportunidade a jogadoras de todo país e incentiva a participação em eventos mais fortes, através dos quais houve um visível aumento do nível técnico, com enorme disputa entre as várias candidatas.
Há de se frisar o exponencial aumento da premiação da Final do Campeonato Brasileiro Feminino, chegando nessa edição a ser quintuplicado.
Ainda desde 2013 o Presidente GM Darcy Lima, em virtude de sua influência e posicionamento junto a Federação Internacional, incluiu o Brasil como um dos beneficiários do projeto “Rumo a Maestria”WOM da Comissão da FIDE das Mulheres possibilitando diversas atividades patrocinadas pela FIDE. O projeto consiste em treinamento sem custos com um GM durante 1 ano além de apoio em torneios na Europa. Já foram indicadas para este Projeto Ana Rotherbath, Larissa I Barbosa ,WIM Julia Alboredo e WIM Juliana Terao. Inclusive no intuito de conseguirmos a primeira WGM brasileira, renovamos por 3 anos com a WIM Juliana Terao, mesmo sabendo do potencial da talentosa WIM Vanessa Feliciano, que também detem norma de WGM, no entanto esta encontra-se temporariamente part time no Xadrez finalizando curso de Direito.
Reforçarmos que segmento do Xadrez Feminino sempre teve muito pouco apoio no Brasil e no Mundo e que muito nos orgulha os frutos colhidos nessas iniciativas tomadas em nossa administração, que desde 2013 promove a valorização deste segmento com uma politica positiva.

Ainda desde 2013 quintuplicamos o premio da Final do Campeonato Brasileiro Feminino.
Melhoramos o sistema de Classificação a Olimpiada fazendo com que joguem torneios fortes como o Aberto do Brasil e que possam ter chance em todas as regiões.
Não menos importante é transmissão das partidas das Finais de Brasileiro tanto no absoluto quanto no feminino, sempre um sucesso de audiência.

A Transmissão ao vivo de todas partidas e a utilização do mesmo sistema de competição para os dois naipes foi inédita e claro importante para proporcionar a mesma visibilidade que o Absoluto. A meta é continuarmos o aprimoramento e aproximação das condições, para que cada vez mais seja proporcionada a equidade entre os gêneros.
A CBX fez o primeiro e único torneio para norma de WGM do Brasil (no Rio de Janeiro) onde jogaram a WIM Juliana Terao e a WIM Vanessa Feliciano onde infelizmente não conseguiram a norma mas pelo menos a WIM argentina Marisa Zuriel conseguiu.
Conseguimos Treinadores GM's estrangeiros para a equipe Feminina Olímpica ou MI's Brasileiros indicados por alguma delas elevando o nivel técnico de seus treinadores.

Recentemente algumas jogadoras se reuniram num projeto derivado. Achamos ótimo, pois além das ações que a CBX executa, também uma iniciativa privada por parte das jogadoras para jogar torneios no exterior somente contribui. Há muitos anos os jogadores do Absoluto fizeram algo similar sem na época recorrerem ao financiamento da Comunidade.
Desejamos sorte e que obtenham sucesso nesta empreitada! E que mais iniciativas dessa natureza ocorram em todos os seguimentos do xadrez.

Twitter Youtube Facebook